News

Porque é que o verão é o melhor amigo da líbido?

9 Agosto 2023, Satisfyer

A Satisfyer partilha 4 recomendações para desfrutar do amor durante o verão

 

O sol é um dos eternos ajudantes da nossa líbido. Segundo Megwyn White, Diretora de Educação da Satisfyer, o aumento da vitamina D, um nutriente vital que apoia a produção de testosterona, contribui  substancialmente para aumentar a vitalidade e o bem-estar geral. Este fator, particularmente nos homens, está associado a uma melhoria do humor e também do apetite sexual.

Além disso, a estação do verão incentiva a passar mais tempo fora de casa, o que se traduz num aumento da atividade física ao ar livre, como correr, caminhar ou nadar. O exercício físico contribui para a atividade sexual de duas formas: aumenta a libido através da libertação de endorfinas e da melhoria da autoconfiança, e intensifica também o fluxo sanguíneo nos órgãos genitais. 

Enquanto o sol alimenta o desejo, o calor do verão também pode, por vezes, tornar-se um obstáculo para os momentos íntimos. Megwyn oferece algumas dicas para aproveitar ao máximo os momentos de amor no verão:

 

  • Respire o romance de verão: O calor do verão traz consigo uma promessa tentadora de lazer, aventura e amor reacendido. A promessa de férias e escapadelas de verão convida os casais a fugir ao ritmo da vida quotidiana e a explorar novas culturas, a alargar os horizontes e a criar memórias duradouras em conjunto. Passar mais tempo a dois pode significar, em última análise, concentrar-se mais nas necessidades e desejos do seu parceiro ou parceira. Praticar atividades físicas e fazer exercício em conjunto pode ser uma excelente forma de aumentar a libido e, ao mesmo tempo, promover a saúde e o bem-estar geral. 

 

  • Prepare-se para a aventura: Enquanto abraça o sol e o mar, lembre-se de cuidar de si. No calor do verão, a humidade e a roupa molhada criam o terreno perfeito para a proliferação de bactérias e a última coisa que queremos é ter “convidados” indesejados a causar problemas nas partes íntimas! Para minimizar este risco, certifique-se de que não fica demasiado tempo com a roupa molhada, especialmente os fatos de banho, e opte por tecidos respiráveis que permitam uma boa circulação do ar. A água do mar pode ter alguns efeitos na flora vaginal, mas em geral os efeitos são temporários e mínimos. A vagina possui um notável mecanismo de auto-limpeza que trabalha diligentemente para manter o equilíbrio e estado saudável.

 

  • Mantenha-se fresco e protegido: Fazer sexo na água é uma alternativa tentadora nestes dias e semanas quentes, mas a água não funciona como proteção. Quem quiser fazer sexo seguro na água deve usar preservativos com a indicação “à prova de água” ou “concebidos para serem usados na água” para evitar infeções sexualmente transmissíveis e gravidez. Além disso, lembre-se de verificar sempre a data de validade nas embalagens dos preservativos e de os guardar num local fresco e seco, longe da luz solar direta e de temperaturas elevadas.

 

  • Aplicar muito lubrificante: O facto de estar debaixo de água pode remover a lubrificação natural, pelo que é aconselhável utilizar um lubrificante para o sexo vaginal ou anal. Os lubrificantes à base de água, como o Satisfyer Gentle Classic, foram desenhados para serem solúveis em água, o que significa que se misturam facilmente com a água e podem ser lavados. Isto torna-os muito práticos para serem utilizados no duche, uma vez que não deixam resíduos pegajosos nem requerem uma limpeza excessiva. A variante à base de silicone é particularmente adequada para as práticas debaixo de água, uma vez que mantém o seu carácter escorregadio durante algum tempo.

 

Share this news: