Insights

5 tendências tecnológicas da Web Summit 2021

8 Novembro 2021, By Catarina Oliveira, Directora na Canela Portugal

Após o hiato causado pela pandemia, a Web Summit 2021 acaba de encerrar uma nova edição presencial, em Lisboa, com mais de 40.000 participantes. Isto torna-o no maior evento tecnológico do sul da Europa, juntamente com o MWC em Barcelona. A partir do escritório da Canela em Portugal, seguimos as principais inovações que foram apresentadas. Abaixo, encontrará uma seleção dos mais destacados.

O lado metaverso e o lado perverso do Facebook

O Facebook (agora Meta) tem estado duplamente presente na Cimeira Web 2021. Por um lado, Frances Haugen, a antiga funcionária e cientista de dados que divulgou dezenas de milhares de documentos internos sobre as entradas e saídas desta rede social, foi uma das oradoras mais proeminentes no evento. Nas suas apresentação e entrevistas com os media, reiterou as suas denúncias sobre os efeitos mais perversos dos algoritmos que regulam o seu conteúdo.

Por outro lado, a rede social criada por Mark Zuckerberg “contra-atacou” ao apresentar Meta. Esta é uma nova abordagem que visa transformar a plataforma num “metaverso”, um universo virtual a meio caminho entre o Second Life e o OASIS do filme Ready Player One. Embora a mudança pareça precipitada pela crise de reputação do Facebook, os especialistas veem o potencial à medida que a realidade virtual se torna mais popular.

Canela
Foto de Diarmuid Greene/Web Summit via Sportsfile.

A inteligência artificial torna-se ambiental

A Amazon apresentou-nos um novo conceito que poderia revolucionar a forma como entendemos os assistentes virtuais cada vez mais omnipresentes: a inteligência ambiental. Em vez de pedir à Alexa, à Siri ou ao Google Assistant para fazerem coisas a toda a hora, esta tendência está empenhada na criação de ambientes inteligentes capazes de antecipar as nossas necessidades em casa, no carro, no trabalho…

Sabia, por exemplo, que a Alexa já é capaz de executar mais de 13.000 tarefas, desde tocar música até regular o aquecimento? A seguir, poderá fazê-lo sem ter de o pedir, graças à incorporação de todo o tipo de sensores ligados à Internet das Coisas.

A próxima ameaça vem das lojas de aplicações

A Apple, que raramente participa em eventos externos, também parou na Web Summit para nos avisar sobre os perigos das aplicações móveis não seguras.

Com mais de 5 mil milhões de aplicações disponíveis para download apenas na App Store e no Google Play, o risco dos nossos dispositivos serem infetados por um download é maior do que nunca. É por isso que a Apple recomenda não descarregar aplicações de sítios não-oficiais. O que está em linha com os planos da Comissão Europeia para forçar os fabricantes a permitir a instalação de aplicações de terceiros (conhecidas como sideloading).

Canela
Foto de Stephen McCarthy/Web Summit via Sportsfile.

O dinheiro do futuro: criptmoedas, tokens e NFT

Com as criptomoedas, como a bitcoin e a etéreo, a quebrar recordes de comércio, o futuro da economia digital esteve também muito em destaque na Web Summit 2021. O CEO da Sorare, uma plataforma francesa de jogos de fantasia baseada em tecnologia de blockchain avaliada em mais de 4 mil milhões de dólares, explicou como as chamadas Token não fungíveis (NFT) estão a criar um novo conceito de propriedade no universo digital.

Música, arte, finanças – qualquer coisa que tenha valor no mundo real terá eventualmente um certificado digital equivalente na Internet. Mas as NFT e as criptomoedas serão também utilizadas para o comércio exclusivamente de bens digitais: desde atualizações de jogos de vídeo a produtos e serviços virtuais nas várias metáforas que se avizinham.

Comércio live, a nova forma de vender online

É claro que na Web Summit 2021 também se falou muito sobre marketing digital e comércio eletrónico. E há uma novidade que promete explodir em 2022: o comércio live.

O comércio live consiste em um influenciador ou celebridade apresentar um produto ao vivo aos seus seguidores através de streaming. Durante a sessão, os participantes podem assistir a demonstrações, obter opiniões de outros utilizadores, fazer perguntas e, claro, comprar com apenas um clique. Este sistema de vendas faz furor na China, através de plataformas como a Taobao Live, e promete dar uma nova reviravolta ao marketing de influenciadores.

Além disso... as startups estão a abrir caminho para os gigantes

Além dos grandes gigantes da tecnologia, mais de 1.500 empresas de 128 países estiveram presentes na Web Summit 2021. Alguns deles, como Spotify e Proton, alertaram para o poder de mercado excessivo dos Cinco Grandes (Google, Amazon, Facebook, Apple e Microsoft), o que na prática os torna um oligopólio.

Também vimos inovações de empresas portuguesas e espanholas: desde a sanita inteligente que poupa água e analisa a sua urina proposta pela Ablute; até à plataforma online de monitorização do coração Idoven, apresentada por Iker Casillas.

E para além do espetáculo mediático (este ano, celebridades como o futebolista Thierry Henry, o co-fundador do movimento Black Lives Matter, Ayọ Tometi, e o ator Nikola Coster-Waldau, que interpreta Jamie Lannister na Guerra dos Tronos, participaram no evento), a Web Summit de Lisboa é acima de tudo um ponto de encontro para investidores e empresários, onde alguns dos “unicórnios” dos próximos anos vêm à luz.

Qual destas novas novidades lhe parece mais interessante? Partilhe e comente!

Canela
Catarina Oliveira é diretora da Canela Portugal.